Prefeito de Euclides da Cunha(BA) acusa ex-prefeita de cancelar quase R$ 4 milhões em convênios no último mês de gestão

O prefeito de Euclides da Cunha, Luciano Pinheiro (PDT), fez duras acusações contra a ex-prefeita Fátima Nunes (PSD) no início da noite de sexta-feira (20) em sua página oficial no Facebook. De acordo com o gestor, a ex-prefeita cancelou no último mês de seu governo, quase R$ 4 milhões em convênios que seriam destinados para o município.

“Estarrecidos, o secretário de obras engenheiro José Raimundo Moura da Costa (Zezão), Welington Felix, engenheiro da prefeitura e eu, estamos acabando de confirmar com o engenheiro Sílvio, que a ex-prefeita Fátima Nunes, no dia 12 de dezembro, dirigiu-se à Superintendência da Caixa Econômica Federal em Feira de Santana onde, com uma informação inverídica, cancelou exatamente, R$3.848.700. Isso mesmo, quase 4 milhões de reais que atenderiam a convênios para pavimentações de vias públicas em nosso município”, escreveu revoltado doutor Luciano como é conhecido, o novo prefeito euclidense em sua página.
“Essa, é a face oculta da administração Fátima Nunes. Em breve, o povo de Euclides da Cunha tomará conhecimento de várias atitudes desse gênero, demonstrando a má fé e o descaso com os interesses do município”, relatou.
Segundo Dr Luciano, esses esclarecimentos e outros que serão prestados nos próximos dias, visam, única e exclusivamente, “restabelecer a verdadeira situação em que encontramos a administração municipal. Entretanto, independentemente dos entraves que estamos encontrando, tranquilizamos a todos, porquê estamos preparados para conduzir os destinos dessa terra como prometemos à população”, finalizou o prefeito.

Redação CN * Informações do Portal Euclidense

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.