Bolsa Família: há 275 cadastros suspeitos de irregularidades em Sítio do Quinto-BA



O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendações a 4.703 prefeituras para que realizem visitas domiciliares a mais de 870 mil beneficiários do programa Bolsa Família suspeitos de não cumprir os requisitos econômicos estabelecidos pelo governo federal para recebimento do benefício. 

Segundo o Raio-X Bolsa Família, projeto de iniciativa do MPF, de 2013 a maio de 2016, os pagamentos a perfis suspeitos de irregularidades totalizam mais de R$ 3,3 bilhões. O Raio-X Bolsa Família é uma ação nacional coordenada pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF. Na Bahia foram colocados sobre suspeita um total de 140 mil cadastros, sendo os mesmos espalhados por todos os municípios. 

Cadastros suspeitos municípios da nossa região: Ribeira do Pombal 292; Ribeira do Amparo 276; Banzaê 87; Cipó 176; Cícero Dantas 640; Heliópolis 231; Nova Soure 191; Tucano 638; Euclides da Cunha 505; Quijingue 437; Jeremoabo 469; Fátima 119; Paripiranga 225; Itapicuru 125; Olindina 94; Inhambupe 386; Adustina 235; Sítio do Quinto 275; Antas 234; Novo Triunfo 304; Coronel João Sá 407; Pedro Alexandre 74; Glória 125; Santa Brígida 205; Paulo Afonso 1.672. 

Pesquisa do Joilson Costa, Rádio Pombal FM, no site do MPF.

Ainda não segue CARLINO SOUZA nas redes sociais? Corre lá!
COMPARTILHAR

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.