Polícia prende homem e recupera em oficina de Ribeira do Pombal, carro furtado em Coronel João Sá-BA

A Polícia Civil recuperou na tarde desta terça-feira (09/08), por volta das 15h00, em uma oficina localizada na estrada vicinal que dá acesso à fazenda Brejo de Cima, em Ribeira do Pombal/BA, um carro furtado durante um golpe na zona rural de Coronel João Sá/BA, a 120 quilômetros do município pombalense.
De acordo com informações, durante rondas, os policiais verificaram a procedência dos veículos que estavam na oficina, quando encontraram um GM Corsa, ano 2003 e modelo 2004, de cor branca e placa de identificação HZY 9849, com licença de Carira/SE, com restrição de furto. Em seguida, os agentes iniciaram uma investigação, que desvendou a procedência do veículo.
O automóvel foi furtado no povoado Macaco, em Coronel João Sá, há cerca de 30 dias, após um homem chegar a pé na casa de José Barbosa da Silva, oferecendo uma troca entre uma picape Mitsubishi L200 Triton e o GM Corsa de José.
Inicialmente, o bandido pediu R$ 7.000,00 (sete mil reais) para realizar a troca, porém, após a vítima informar que não possuía a quantia, o criminoso aceitou fechar o negócio, sem envolver valores. Entretanto, o homem pediu para realizar um test drive com o carro de José, afirmando que retornaria em seguida com a picape oferecida. A vítima aceitou o pedido e o bandido nunca mais voltou.
Durante a recuperação, a Polícia Civil realizou também realizou a prisão de Edinaldo Gama Souza, de 38 anos, proprietário da oficina onde o carro foi encontrado. Segundo Edinaldo, um homem teria deixado o veículo em sua oficina para realizar um conserto e desaparecido em seguida.

Edinaldo foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil da cidade acusado do crime de receptação, previsto no artigo 180 do código penal brasileiro, pois a vítima não o reconheceu como autor do golpe.
Gazetta do Mel
Ainda não segue CARLINO SOUZA nas redes sociais? Corre lá!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.