TSE limita em R$ 108 mil gastos com campanha de prefeito em Sítio do Quinto e R$ 10 mil para vereador

Candidatos a prefeito de Sítio do Quinto poderão gastar até R$ 108.039,06 (cento e oito e mil, trinta e nove reais e seis centavos). Já os candidatos a vereador poderão desembolsar até R$ 10.803,91 (dez mil, e oitocentos e três reais e noventa e um centavos) na campanha eleitoral de 2016.
Os valores foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta quarta-feira (20). O TSE também informou o número oficial de eleitores em Sítio do Quinto, 9.669 estão aptos a votar no próximo de 2 de outubro.
As tabelas com os limites de gastos foram publicadas no Diário de Justiça Eletrônico do TSE e podem ser acessadas no site. Veja todos os valores.
O TSE atualizou os valores de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor, do IBGE.
O índice de atualização dos limites máximos de gastos foi de 33,8%, o que corresponde ao INPC acumulado de outubro de 2012 a junho de 2016.
Para os municípios de até 10 mil eleitores e com valores fixos de gastos de R$ 100 mil para prefeito e R$ 10 mil para vereador, o índice de atualização aplicado foi de 8%, que corresponde ao INPC acumulado de outubro de 2015 a junho de 2016, já que esses valores fixos foram criados com a promulgação da lei nº 13.165, de 2015.
Veja os gastos para outras cidades da região:

Adustina: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 10.803,91)
Cícero Dantas: Prefeito (R$ 241.540,78); Vereador (R$ 25.290,24)
Paripiranga: Prefeito (R$ 151.778,88); Vereador (R$ 10.803,91)
Canudos: Prefeito (R$ 241.540,78); Vereador (R$ 25.290,24)
Euclides da Cunha: Prefeito (R$ 587.032,38); Vereador (R$ 36.798,80 )
Ribeira do Pombal: Prefeito (R$ 140.027,95); Vereador (R$ 17.949,42)
Glória: Prefeito (R$ 278.341,59); Vereador (R$ R$ 18.376,92)
Santa Brígida: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 36.591,72)
Monte Santo: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 15.189,26)
Sítio do Quinto: Prefeito R$ 108.039,06; Vereador (R$ 10.803,91)
Fátima: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 10.803,91)
Heliópolis: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 10.803,91)
Antas: Prefeito (R$ 158.848,16 ); Vereador (R$ 10.803,91)
Tucano: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 24.988,50)
Pedro Alexandre: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 10.803,91)
Coronel João Sá: Prefeito (R$ 151.778,88); Vereador (R$ 10.803,91)
Jeremoabo: Prefeito (R$ 146.375,03); Vereador (R$ 10.803,91)
Novo Triunfo: Prefeito (R$ 108.039,06); Vereador (R$ 10.803,91)
Da redação, Carlino Souza - O Primeiro. Sempre!

Ainda não segue CARLINO SOUZA nas redes sociais? Corre lá!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.