Tentativa de fuga da 1ª DT de Euclides da Cunha(BA) é frustrada pela polícia

Agentes policiais civis da 25ª Coorpin, em revista de rotina nos xadrezes da carceragem da 1ª DT/Euclides da Cunha, na manhã desta terça-feira (1º), detectaram um grande buraco na parede, por onde certamente passariam detentos em fuga.

Os agentes desconfiaram de algumas páginas de jornal pregadas na parede e, ao remove-las, se depararam com o orifício encoberto pelas folhas de um periódico. Uma equipe do DPT-Departamento de Polícia Técnica, chefiada pelo perito criminalístico-chefe Wesley Lima procedeu uma perícia no local, uma investigação conduzida pelo Bel. Paulo Jason de Melo Falcão – delegado titular da 1ª DT foi feita e os líderes promotores de uma possível fuga foram identificados e transferidos para o presídio de Feira de Santana.
A descoberta, pode ter evitado uma possível fuga em massa do CPC de Euclides da Cunha.
*Com informações e foto do Bel. Paulo Jason M. Falcão, e do site euclidesdacunha.com
Acompanhe o Blog do Carlino Souza também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.