Seja bem-vindo(a) ao Portal Carlino Souza, A Maior fonte de informação do interior do Estado da Bahia.  Coronel João Sá-BA,

Cleiton Passos afirma que a invasão da Câmara foi determinação do juiz da Comarca de Jeremoabo-BA

Mais uma novela que parece não ter fim sobre Câmara de Vereadores do município de Coronel João Sá(BA) há 420 Km de Salvador. Na tarde de ontem em entrevista ao um site de notícias de da capital, o vereador Cleiton  negou todas acusações feitas pela oposição. 

Depois de muitas tentativas para chegar ao Poder Legislativo o vereador Cleiton Carlos Passos começa a responder  pelos seus atos insanos. O mesmo busca  de forma desesperada a todo custo uma saída para resolver as irregularidades por ele cometidas. Foram diversas as atrocidades  na tentativa de assumir um cargo sem ter uma decisão judicial a seu favor. Na última sexta-feira por volta das 23:30h em companhia de um Oficial de justiça e do sargento da Policia Militar, Lopes. O vereador foi acusado de quebrar os cadeados dos portões do Poder Legislativo e ordenou a um chaveiro que trocasse todas as fechaduras que dessem acesso ao recinto da Câmara. Em entrevista ao Bahia Noticias em sua edição de 19/01 Cleiton Carlos Passos nega toda ação criminosa e atribui a invasão ao Oficial de Justiça, Erinaldo Dantas da Silva a mando do Juiz da Comarca de Jeremoabo/BA. Vejam um  trecho da matéria do Bahia Noticias.

"Na verdade, um oficial de Justiça a mando do juiz de Jeremoabo foi quem entrou na Câmara. Eu não fiz nada disso", negou.

Acompanhe o Blog do Carlino Souza também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.